Após prefeito ordenar quarentena, primeira-dama é encontrada no bar

Preocupado com o coronavírus, o prefeito da cidade de Alton, nos Estados Unidos, implementou o isolamento na semana passada. O problema é que a população não deu muita bola para a medida do governante e seguia andando pelas ruas do município. Foi quando  Brant Walker ordenou que a polícia local usasse a força para fazer valer a quarentena.

O que o mandatário não imaginava é que, menos de 48 horas após a medida, os policiais fossem a um bar que estava lotado e, para a surpresa dos agentes, encontrassem a esposa do prefeito em meio aos clientes, contou a NBC News.

“Eu ordenei que a polícia a tratasse como trataria qualquer outro cidadão que violasse a ordem de ficar em casa e garantisse que ela não teria tratamento especial”, afirmou o prefeito sobre a primeira-dama fujona.

Walker se disse constragido com o episódio.

“Minha esposa é uma adulta capaz de tomar suas próprias decisões e, nesse caso, exibiu uma impressionante falta de julgamento. Ela agora enfrenta as mesmas consequências para sua decisão imprudente que as outras pessoas que escolheram violar a ordem de permanecer em casa nesse incidente. Estou envergonhado e peço desculpas aos cidadãos de Alton por qualquer vergonha que esse incidente possa causar à nossa cidade”, escreveu o prefeito da cidade que tem 26,5 mil moradores.

A violação da quarentena pode provocar pena de prisão de até 1 ano e multa de US$ 2.500 (R$ 13 mil).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui