Máscara e isolamento: confira cuidados com recém-nascidos em tempos de coronavírus

Logo depois de nascer, a imunidade do bebê é baixa e as visitas podem, sim, representar riscos à saúde do recém-nascido. Isso porque, não existe possibilidade de garantir se o visitante está com uma virose, por exemplo, nem se trouxe bactéria da rua. No primeiro mês da vida do neném, a recomendação médica sempre foi evitar, ao máximo, as visitas.

Acesse aqui todas as notícias sobre o novo coronavírus​​​​​​​

Agora, num momento de pandemia, existem recomendações específicas para proteger o bebê, levantadas por médicas e enfermeiras. Confira:

—> Até o final da quarentena, proíba visitas em casa;
—> Se precisar receber alguém, peça que a pessoa tome banho e use uma roupa limpa ao chegar;
—> O integrante da família que precisa sair deve usar máscara na rua e ao chegar em casa, quando se aproximar do bebê;
—> Separe a entrada da casa em zona suja e zona limpa;
—> Retire os sapatos e a roupa na zona suja;
—> Lave as mãos e só depois tome banho;
—>Se não puder lavar as roupas sujas no mesmo dia, deixe-as abertas num lugar arejado e separado por pelo menos 10 horas
—>De banho tomado, pegue um álcool 70% e limpe as coisas que trouxe da rua, inclusive o celular, carteira e bolsa
—>Quando terminar, lave as mãos novamente;
—>Pegue o material da zona suja e lave no mesmo dia com água e sabão ou álcool em gel 70%;
—>Sempre que for tocar no bebê, lave as mãos ou higienize com álcool 70%;
—>Lave as roupas do bebê separadamente e evite acúmulo de objetos;
—> Use máscara durante a amamentação.