Prefeito na Bahia recusa 20 leitos de UTI para tratamento da covid-19

O prefeito da cidade baiana de Itamaraju, Marcelo Angênica (PSDB), impediu o governo do Estado de instalar 20 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para tratamento de casos do novo coronavírus no principal hospital do município. A estrutura seria implantada pela Secretaria Estadual de Saúde, que acusa o gestor de barrar técnicos da pasta que foram ao local.

Marcelo Angênica (Foto: Divulgação)

Ao UOL, Angênica diz que foi contra a instalação dos leitos porque o governador Rui Costa (PT) queria “impor” o fechamento do hospital para receber somente pacientes com covid-19. “Em nenhum momento recusei leitos de UTI em nossa cidade. Me posicionei contrário ao jeito que o governador queria impor em nosso município, fechando o nosso único hospital da cidade”, disse o prefeito, que é médico de formação.