Professores da rede estadual realizam manifestação e retorno ao período letivo é adiado em Floriano

Quase 5 mil alunos matriculados na rede estadual de ensino tiveram o retorno ao período letivo adiado por causa da greve.

Professores da rede estadual de ensino de Floriano aderiram à greve dos profissionais da educação e realizaram protesto na manhã desta segunda-feira (17) em reivindicação pelo reajuste salarial e melhores condições de trabalho. A greve dos profissionais da rede estadual de educação iniciou na segunda-feira (10) e ainda continua por tempo indeterminado após a categoria recusar proposta salarial feita pelo governo do Piauí.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte), professores de 10 escolas de Floriano paralisaram as atividades, o que adiou o início do período letivo que estava previsto para acontecer na manhã desta segunda-feira (17). Ao todo, quase 5 mil alunos da rede estadual de ensino ficaram sem aula por causa da greve.

Ainda de acordo com o Sinte, os profissionais da educação reivindicam o pagamento de salários atrasados, a inclusão e pagamento do reajuste salarial para professores aposentados e melhores condições de trabalho.

Até o momento, o Sinte não divulgou um novo balanço de quantos municípios aderiram à greve e nem de quantas escolas estão com suas atividades paralisadas no Piauí.