Sob pressão, Guedes anuncia primeiras medidas imediatas para estimular economia

isenção tributária para importação de equipamentos hospitalares, reforço da atuação de bancos públicos e até o possível adiamento do pagamento de impostos por parte de empresas em dificuldades.