“Toda a população é considerada casos suspeitos”, diz Sesapi

Ministério da Saúde disse que no Brasil não há mais transmissão comunitária e que, por isso, todo mundo passa a entrar no grupo de potenciais casos, sejam eles sintomáticos ou assintomáticos.